A China é um mercado muito importante para várias fabricantes de smartphone, incluindo, é claro, a Apple, que tem visto crescimento notável em seus rendimentos da App Store nesse país, chegando até mesmo a ultrapassar os lucros obtidos pelo Japão.

Ironicamente, foi na China que a maçã enfrentou um grande problema recente envolvendo sua loja de livros (iBook Store) e de filmes no iTunes, que após apenas 6 meses de estréia, tiveram de ser retiradas do ar. De início, o governo chinês havia liberado os serviços, porém, um órgão estatal responsável pela administração de imprensa, publicações, rádio, filmes e televisão exigiu que o serviço fosse descontinuado.

O ocorrido deixou a empresa preocupada, vendo que o mercado chinês promete ser muito promissor para seu crescimento. Pode ser que a iniciativa por parte do órgão estatal faça parte de um plano para evitar o crescimento da Apple no país, a fim de manter fabricantes e empresas chinesas sempre no topo das listas de venda — algo bem comum por lá, diga-se de passagem.

Veja Também!  Assista EC São Bernardo x Primavera-SP AO VIVO Paulista A3

Mas não para por aí; além da restrição dos livros e filmes da App Store, muitos outros serviços que utilizamos em nosso dia-a-dia são bloqueados no país, incluindo vários da Google como, por exemplo, o YouTube, Gmail, Google Maps, Google+ e até mesmo grandes redes sociais como Instagram, Facebook e Twitter.

Um porta voz da Apple já informou que a empresa está trabalhando para trazer de volta os serviços que foram bloqueados.

Fonte: Tudo Celular

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.