Não passaram, sequer, 48 horas desde que a Apple aceitou pagar 13 mil milhões de dólares na Irlanda em impostos exigidos pela Comissão Europeia e a empresa está envolvida em novo “negócio”. A fabricante do iPhone poderá ser beneficiada em 47 mil milhões de dólares nos Estados Unidos à conta da reforma fiscal defendida pelo presidente norte-americano Donald Trump.

De acordo com o Finantial Times, está em discussão no Congresso um novo diploma de que a companhia de Cupertino poderá ser uma das maiores beneficiadas pois poupará, em impostos, um valor bastante considerável. O potencial inesperado desta medida para a empresa mais valiosa do mundo decorre da redução da taxa de imposto a ser aplicada aos lucros que a Apple, e outras empresas valiosíssimas, detém atualmente fora dos EUA.

A Apple é de longe a empresa dos Estados Unidos com mais lucros estacionados no exterior: 252 mil milhões de dólares, o que corresponde a cerca de 20% do total das multinacionais norte-americanas.

Veja também…

Deixe o seu comentário

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here