Black Mirror | Resenha do Episódio “Hang The DJ”

0
36

Em uma temporada morna e com episódios em que a violência excessiva se torna uma das ferramentas narrativas para chocar o público (Crocodile e Metalhead), temos Hang The Dj, o episódio que consegue de maneira mais harmoniosa conectar as questões tecnológicas à narrativa, pelo menos dessa temporada.

O episódio já acerta desde o início ao apresentar o casal principal de maneira orgânica e com uma química extraordinária, permitindo que o público torça para que o casal se reencontre, mostrando o desconforto e as dificuldades de continuar seguindo o que lhe é dito sendo que no fundo eles sabiam que já haviam encontrado seu par ideal, e com isso expondo a fé “cega” que as pessoas possuem no sistema, que consegue controlar com quem elas ficam e por quanto tempo, sem nenhum questionamento.

Com isso, o episódio consegue criar a melhor metáfora para amor verdadeiro, que seria a pessoa com quem você iria contra o sistema, a pessoa por quem vale a pena quebrar as regras e ignorar o que lhe é dito, tornando o fim do episódio um dos poucos finais felizes da série.

Portanto, Hang The Dj se consagra como um dos melhores episódio da série, majoritariamente pelo sucesso que teve em fazer o público se importar e torcer pelos personagens desde os primeiros minutos do episódio.

Gostou do episódio? Deixa nos comentários!

Resenha por Cinéfilo Carioca

O post Black Mirror | Resenha do Episódio “Hang The DJ” apareceu primeiro em Entreter-se.

Original Article

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.