Calendário de filmes brasileiros em 2018

0
105

O que o calendário brasileiro reserva aos espectadores em 2018? Confira a agenda dos lançamentos nacionais, sujeita a alterações:

JANEIRO

Sailing Band – O que era para ser o piloto de uma série sobre a turnê da banda de amigos pelo Caribe tornou-se documentário sobre tudo que deu errado na viagem. Estreia dia 11/01

Como Você Me Vê? – Documentário que investiga a atuação como profissão no Brasil através de depoimentos de atores como Cássia Kis, Gracindo Júnior, Osmar Prado e Letícia Sabatella. Estreia dia 18/01

Gaby Estrella – Diretamente da novelinha do Gloob para os cinemas, Gaby (Maitê Padilha) é obrigada a se reconectar com suas origens rurais ao mesmo tempo em que busca uma forma de recuperar o sucesso perdido para a concorrente Natasha (Luiza Prochet). Estreia dia 18/01

Não se Aceitam Devoluções – Adaptação da comédia mexicana recordista de público Não Aceitamos Devoluções, refilmada em francês como Uma Família de Dois. Leandro Hassum interpreta solteirão convicto que é surpreendido por um filho largado em seu colo. Estreia dia 18/01

Pela Janela – Premiado no Festival de Roterdã 2017, o road movie retrata uma operária demitida descobrindo um novo mundo de carona com o irmão caminhoneiro. Tem elogiada performance de Magali Biff (a eterna Ernestina de Chiquititas). Estreia dia 18/01

A Repartição do Tempo – Uma máquina do tempo altera de forma radical a rotina preguiçosa de um burocrático departamento governamental nesta ficção científica inspirada no cinema dos anos 1980. Premiado no Festival de Brasília 2016, tem até Sérgio ‘Cabeção’ Hondjakoff no elenco. Estreia dia 25/01

Peixonauta – O Filme – Agora em 3D, Peixonauta, o hábil agente secreto da O.S.T.R.A., parte para uma missão desafiadora na cidade grande, misteriosamente vazia. Estreia dia 25/01

FEVEREIRO

Os Farofeiros – Quatro famílias alugam uma casa de praia e obviamente a reunião rende muita bagunça – e farofa. Nova comédia do diretor Roberto Santucci (Até que a Sorte nos Separe), com Cacau Protásio e Danielle Winits no elenco. Estreia dia 01/02

MARÇO

A Palavra – Jornalista vai ao nordeste com a intenção de desmascarar milagreiro cada vez mais famoso na região e acaba sendo transformada pela fé. Estreia dia 08/03

Pra Ficar na História – Documentário sobre um veterinário que coleciona antiguidades da imigração italiana, incluindo casas, e finalmente vai ao país europeu conhecer de perto sua origem. Estreia dia 08/03

Tungstênio – Na obra de Heitor Dhalia (À Deriva), um novo método de pesca une pessoas de origens opostas e morais conflitantes em defesa do meio ambiente. Estreia dia 08/03

Amor Dá Trabalho – Mais Leandro Hassum, desta vez como um aproveitador que morre e precisa executar uma boa ação como cupido para ter acesso ao céu. Bruno Garcia e Flávia Alessandra interpretam os alvos do “agente do amor”. Estreia dia 15/03

A Luta do Século – Premiado no Festival do Rio 2016, o documentário se debruça sobre a maior rivalidade do boxe brasileiro: Luciano Todo Duro vs Reginaldo Holyfield. Estreia dia 15/03

Como é Cruel Viver Assim – Para se livrar do baixo astral de perdedor e fazer a alegria da mulher, Vladimir aceita ajudar uma amiga no sequestro de seu ex-patrão milionário. Primeiro dos três filmes da diretora Julia Rezende (Meu Passado Me Condena) agendados para 2018. Estreia dia 15/03

O Nome da Morte – A história de Julio Santana (Marco Pigossi), pistoleiro responsável por quase 500 assassinatos nas terras sem lei do Norte/Nordeste brasileiro. Estreia dia 22/03

Nada a Perder – Parte 1 – Primeira parte da cinebiografia de Edir Macedo, fundador e até hoje líder da Igreja Universal do Reino de Deus. Estreia dia 29/03

ABRIL

Mulheres Alteradas – Deborah Secco, Alessandra Negrini, Maria Casadevall e Monica Iozzi interpretam personagens às voltas com dilemas femininos na comédia baseada nos quadrinhos Mujeres Alteradas, da argentina Maitena. Estreia dia 05/04

Chorar de Rir – Quem lançará mais filmes em 2018: Dwayne Johnson ou Leandro Hassum? Aqui o humorista vive um aclamado comediante que decide dar uma guinada radical na carreira e se dedicar a fazer chorar. Estreia dia 05/04

Arábia – Grande vencedor do Festival de Brasília 2017, o drama é guiado pelo diário de um operário acidentado numa fábrica de alumínio mineira. Estreia dia 05/04

A Última Chance – Marco Pigossi interpreta Fabio Leão, pobre rapaz carioca que chega a ser preso por tráfico e assaltos, mas encontra oportunidade de reescrever sua história lutando muay thai. Estreia dia 05/04

Berenice Procura – Claudia Abreu vive uma taxista que se envolve com investigação criminal a partir do assassinato de uma travesti em Copacabana. Eduardo Moscovis, Emílio Dantas e Vera Holtz completam o elenco. Estreia dia 12/04

Aos Teus Olhos – Com potencial para ser um dos lançamentos mais polêmicos do ano, o drama estrelado por Daniel de Oliveira narra o linchamento virtual de um carismático professor de natação, iniciado após um de seus jovens alunos afirmar que foi por ele beijado no vestiário. Premiado no Mix Brasil e no Festival do Rio 2017. Estreia dia 12/04

As Boas Maneiras – Ganhador do principal prêmio do Festival do Rio 2017, As Boas Maneiras também não saiu de mãos vazias do Janela de Cinema e do Festival de Locarno 2017. Da dupla Juliana Rojas e Marco Dutra, a história fantástica contém uma enfermeira solitária, uma gravidez nada comum e acontecimentos estranhos ao cair da noite em São Paulo. Marjorie Estiano e Isabél Zuaa interpretam as protagonistas. Estreia dia 19/04

Paraíso Perdido – O Tremendão Erasmo Carlos dá uma de ator como o patriarca de família dona de casa noturna. Entre cantorias românticas com os filhos, muitas mágoas e lamentos. Estreia dia 26/04

MAIO

Cine Holliúdy 2: A Chibata Sideral – O retorno de Francisgleydisson (Edmilson Filho) está garantido na sequência do hit Cine Holliúdy. A sinopse da comédia, no entanto, ainda não foi revelada. Estreia dia 10/05

JUNHO

Correndo Atrás – Ailton Graça interpreta um “fazedor de bicos” que vê uma chance de se dar bem como olheiro após notar o talento de um garoto deficiente para o futebol. Novo filme de Jeferson De (Bróder). Estreia dia 07/06

Talvez uma História de Amor – Mateus Solano, Thaila Ayala e Dani Calabresa protagonizam a comédia romântica sobre um solteirão que é surpreendido por um comunicado de término de namoro e não entende nada. Cynthia Nixon faz participação especial. Estreia dia 14/06

O Paciente – Othon Bastos vive Tancredo Neves nesta representação dos últimos dias de vida do político, eleito presidente e nunca empossado. Estreia dia 14/06

Mariel, o Homem de Ouro – A história de Mariel Mariscöt de Mattos, policial famoso nos anos 1970 por pertencer a uma espécie de esquadrão da morte, prender lendários bandidos e namorar atrizes, como Darlene Glória. Do mesmo diretor de Meu Nome não é Johnny. Estreia dia 21/06

Alguém Como Eu – Paolla Oliveira e Ricardo Pereira estrelam a comédia romântica luso-brasileira sobre uma brasileira que, após pedir aos céus um companheiro mais compreensivo, passa a ver o homem de sua vida como uma mulher portuguesa. Estreia dia 28/06

JULHO

Uma Quase Dupla – Cauã Reymond e Tatá Werneck como uma dupla zero entrosada de policiais investigando uma série de crimes. Estreia dia 12/07

AGOSTO

O Candidato Honesto 2: O ‘Impitchiment’ – João Ernesto (Leandro Hassum), o Candidato Honesto, é preso por corrupção e tenta dar a volta por cima reconquistando eleitores dizendo a verdade. Estreia dia 02/08

Depois a Louca Sou Eu – Adaptação do livro de Tati Bernardi que narra as crises de pânico, obsessões, fobias, overdoses de remédios e ataques de ansiedade de uma mulher contemporânea. Estreia dia 30/08

SETEMBRO

O Doutrinador – Baseado na HQ homônima de Luciano Cunha, trata do surgimento e atuação de um justiceiro independente que usa o que aprendeu no exército para aniquilar corruptos. Estreia dia 06/09

Marighella – Wagner Moura estreia na direção contando a história do guerrilheiro Carlos Marighella, considerado o inimigo nº 1 da ditadura militar. Após muita especulação envolvendo Mano Brown, foi Seu Jorge quem acabou confirmado no papel principal. Adriana Esteves e Bruno Gagliasso também estão no elenco. Estreia dia 20/09

OUTUBRO

2+2 – Versão brasileira da comédia argentina sobre um casal quarentão meio entediado que decide experimentar swing incentivado por amigos próximos. Estreia dia 04/10

De Perto Ela não é Normal – Suzana Pires leva para o cinema seu monólogo teatral sobre uma mulher que inicia jornada autotransformadora em busca da autenticidade esquecida na infância. Estreia dia 04/10

Turma da Mônica – Laços – Daniel Rezende, diretor de Bingo, comanda a aguardada adaptação cinematográfica da graphic novel que reúne Mônica, Magali, Cascão e Cebolinha em aventura à procura do desaparecido Floquinho. Estreia dia 11/10

NOVEMBRO

As Irmãs – Comédia estrelada por Tatá Werneck e Ingrid Guimarães. Estreia dia 01/11

O Palestrante Motivador – Fábio Porchat intepreta um homem perdido na vida que é confundido com um famoso palestrante motivacional e embarca no jogo. Estreia dia 29/11

DEZEMBRO

Turma da Mônica Jovem – Live-action com as versões adolescentes dos famosos personagens criados por Maurício de Sousa. Estreia dia 06/12

De Pernas pro Ar 3 – Alice (Ingrid Guimarães) leva à França sua bem-sucedida rede de sex shops Sexy Delícia e se envolve em novas confusões no Velho Continente. Estreia dia 20/12

Os Homens São de Marte 2 – Mônica Martelli volta a interpretar a atrapalhada cerimonialista Fernanda, apresentada em Os Homens São de Marte… E É Pra Lá Que Eu Vou. Quais serão seus desafios, agora como uma mulher casada? Estreia dia 27/12

Sem data definida

O grande bloco dos “previstos para 2018”, mas sem data especificada. Além deles, são listados abaixo alguns títulos que se destacaram nos festivais em 2017 e têm grande chance de ganhar espaço no circuito comercial nos próximos meses.

Os Salafrários – Marcus Majella e Samantha Schmütz interpretam irmãos adotivos que se reencontram em uma fase ruim da vida e tentam dar a volta por cima juntos.

Muleque Té Doido! Mais Doido Ainda! – Mais um capítulo da franquia Muleque Té Doido!, que acompanha as cômicas aventuras de um grupo de amigos em São Luís do Maranhão.

Benzinho – Selecionado para o Festival de Sundance 2018, é protagonizado por uma mãe (Karine Teles) que precisa lidar com a ida do filho mais velho pra Europa, a irmã problemática, o marido fracassado e outros três herdeiros carentes de atenção.

Tudo Por um Popstar – Maísa Silva, Klara Castanho e Mel Maia fazem loucuras para se aproximar da banda que idolatram, nesta adaptação do best-seller de Thalita Rebouças.

Carlinhos e Carlão – Luis Lobianco vive homem homofóbico, machista e cheio de preconceitos que ganha um alter ego gay após ser trancado num armário mágico.

Baronesa – O documentário ficcional focado na rotina das amigas Andreia e Lidiane numa comunidade carente de Belo Horizonte foi o grande vencedor da Mostra Tiradentes 2017 e gerou intensos debates e inquietações por onde passou. .

Minha Fama de Mau – Vivido por Chay Suede, o jovem Erasmo Carlos absorve inúmeras referências, aprende a tocar violão, decide seguir carreira musical, faz contatos e conhece Roberto Carlos neste filme, focado no começo de sua gloriosa trajetória.

Todas as Canções de Amor – Dois casais separados pelo tempo e conectados pela música são os personagens principais do romance. Marina Ruy Barbosa, Bruno Gagliasso, Luiza Mariani e Julio Andrade compõem o elenco.

O Animal Cordial – O assalto a um restaurante em pleno funcionamento gera uma situação com reféns e muita violência na cozinha. Premiado no Festival do Rio 2017 por sua atuação, Murilo Benício contracena com Irandhir Santos e Camila Morgado. .

Pluft – Primeiro live-action nacional para crianças em 3D, a adaptação da clássica peça de Maria Clara Machado é cercada de expectativa pelas complexas gravaçoes subaquáticas realizadas e pela promessa de muitos efeitos especiais na apresentação da história de amizade entre uma menina sequestrada e um fantasma que tem medo de gente.

Cano Serrado – Um militar em busca de vingança pelo assassinato do irmão entra em atrito com dois policiais e o embate violento gera pânico na região. Com Milhem Cortaz e Paulo Miklos.

Unicórnio – Selecionado para o Festival de Berlim 2018, o drama mostra mãe e filha que têm suas vidas afetadas por um criador de cabras. .

Morto Não Fala – Daniel de Oliveira vive homem que trabalha num necrotério e tem o dom de conversar com os mortos. A habilidade, no entanto, começa a lhe trazer problemas quando os falecidos passam a revelar segredos de seu passado.

Antes do Fim – As lendas do cinema nacional Helena Ignêz e Jean-Claude Bernardetdividem a cena na trama sobre o homem que decide organizar a própria morte e a mulher que se prepara para continuar vivendo sem ele. .

Uma Pitada de Sorte – Fabiana Karla interpreta uma animadora de festas que deseja se tornar chef de cozinha e se aproxima do sonho conquistando vaga como auxiliar de um renomado astro da TV.

Pixinguinha – Um Homem Carinhoso – Seu Jorge dá vida ao compositor do clássico “Carinhoso” nesta cinebiografia que abordará sua vida desde a infância até os últimos dias. Lázaro Ramos e Taís Araújo completam o elenco.

Antes que Eu Me Esqueça – Aos 80 anos, juiz aposentado negligenciado pelos filhos decide investir todo seu dinheiro numa decadente boate de striptease em Copacabana. Com José de Abreu, Guta Stresser, Danton Mello e Mariana Lima.

Híbridos, os Espíritos do Brasil – Um estudo experimental e etnográfico sobre os cultos religiosos do Brasil atual e os desafios de traduzir em imagens a fé muitas vezes invisível.

O Grande Circo Místico – Após marcar presença no calendário 2017, cá está novamente o longa-metragem de Cacá Diegues sobre cinco gerações da família circense marcada pelo amor proibido entre um aristocrata e uma acrobata.

Rasga Coração – Baseado em peça de Oduvaldo Vianna Filho, o novo filme de Jorge Furtado retrata o confronto de um pai ex-militante com o filho decidido a largar a medicina para se dedicar ao movimento hippie. Com Marco Ricca, Chay Suede, Luisa Arraes e Drica Moraes.

O Beijo no Asfalto – Estreando como diretor, Murilo Benício adapta Nelson Rodrigues em preto e branco com Lázaro Ramos, Débora Falabella, Fernanda Montenegro e Otávio Müller diante da câmera. .

Festa da Firma – Vlad (Marcos Veras) recebe a missão de organizar a festa de fim de ano da empresa, abalada por uma série de demissões, e perde o controle da situação.

O Banquete – Misterioso projeto de baixo orçamento de Daniela Thomas, tem Drica Moraes, Mariana Lima e Bruna Linzmeyer num longo plano-sequência em que a frágil democracia brasileira pós-ditadura é debatida num badalado jantar.

Legalize Já! – A história da banda carioca Planet Hemp, eternizada por sua mistura de gêneros, reunião de talentos e problemas com a polícia pela defesa da legalização da maconha. .

Ferrugem – Tati, adolescente heavy user de redes sociais, fica transtornada quando uma coisa particular cai no grupo de Whatsapp dos colegas de turma. Primeira exibição em Sundance 2018.

Café com Canela – Premiado no Festival de Brasília 2017, o drama mostra o sofrimento de Margarida, professora desgostosa da vida que encontra uma espécie de anjo salvador numa empolgada ex-aluna, agora sua vizinha. .

Todo Amor – Médico brasileiro (Igor Angelkorte) vai trabalhar na África e mantém contato com a ex-namorada por correspondência. O que ele não sabe é que na verdade é sua ex-cunhada (Cleo Pires) que está recebendo e respondendo as cartas.

10 Segundos – Cinebiografia do pugilista Eder Jofre, o “Galinho de Ouro”, nascido em São Paulo e campeão mundial da categoria “peso galo” em 1961, cinturão mantido por quatro anos. Daniel de Oliveira interpreta o boxeador.

Terapia do Medo – Cleo Pires interpreta irmãs gêmeas e quando uma fica presa numa espécie de estado catatônico, a outra se vê obrigada a lidar com seus maiores traumas para resgatá-la do universo paralelo.

Era uma Vez Brasília – Grande vencedor da Semana 2017, a ficção científica de Adirley Queirós (A Cidade é uma Só?) conecta na capital do país um assassino do futuro à procura de Juscelino Kubitschek e vigilantes que esperam não se sabe exatamente o quê. .

Se a Vida Começasse Agora – Filmado em 2015, o romance que se desenrola por diferentes edições do Rock in Rio todo ano parece que vai estrear e… nada. Será que o lançamento ocorrerá em 2018 ou ficará para 2019, junto com o retorno do evento? Caio Castro e Luiza Valdetaro estrelam e Marcelo Serrado vive o “poderoso chefão” Roberto Medina.

Bamo Nessa – Road movie em que rapaz infeliz na carreira e no amor decide largar tudo e ir até o Paraguai encontrar uma mulher encantadora que conheceu na internet. Com Johnny Massaro e Bruna Linzmeyer.

O Juízo – Fernanda Montenegro, Criolo e Lima Duarte fazem parte do elenco do terror sobrenatural, roteirizado por Fernanda Torres.

Teu Mundo Não Cabe nos Meus Olhos – Casado, pai de uma menina e considerado dono da melhor pizzaria do Bixiga, Vitório (Edson Celulari) é um cego bem feliz, mas fica balançado quando descobre uma possibilidade de enxergar.

4×100 – Atletas do revezamento feminino que não alcançaram resultado bom nos Jogos Olímpicos do Rio reunem-se buscando recuperar a autoestima e o espírito de equipe perdidos, superando o passado para mirar em novos desafios.

Simonal – Dramatização da vida do artista Wilson Simonal (Fabricio Boliveira), cantor de enorme talento e carisma que acabou caindo no esquecimento por causa de brigas e conexões mal explicadas com agentes do DOPS.

Missão Cupido – Após falar besteira, um anjo da guarda (Lucas Salles) coloca sua protegida (Isabella Santoni) na mira da Morte (Agatha Moreira) e precisa resolver a confusão antes que seja tarde demais.

Baleia – Esmir Filho (Os Famosos e os Duendes da Morte) dirige o jogo de sedução entre três personagens isolados numa praia na noite de Ano Novo: um escritor sem inspiração (Ismael Caneppele), uma roqueira que perdeu a voz (Marina Lima) e uma empresária em crise no casamento (Andréa Beltrão).

Motorrad – Lançado no Festival de Toronto 2017, o suspense (com derramamento de sangue) acompanha um grupo de motoqueiros que encontra uma gangue nada amigável durante um passeio.

Chacrinha: O Velho Guerreiro – Stepan Nercessian é José Abelardo Barbosa de Medeiros na cinebiografia comandada por Andrucha Waddington, que mostrará como, quando e por que um estudante de medicina entrou de cabeça no ramo do entretenimento.

O post Calendário de filmes brasileiros em 2018 apareceu primeiro em Entreter-se.

Original Article

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.