Cartão no banco, 2º amarelo, jogo adiado… Tutorial esclarece dúvidas gerais no Cartola

    0
    41

    Expulsão por segundo amarelo, pontuação dos técnicos, jogo adiado… O que acontece no Cartola FC? Calma, cartoleiro! Sem mais polêmicas… Aqui a gente explica tudo! Confira o tutorial abaixo e tire suas dúvidas gerais do game.

    Meu jogador foi expulso pelo segundo amarelo. E agora?

    Neste caso, você perde 5.00 pontos, amigo! Os dois amarelos acumulados contam por um vermelho. Só fique ligado: se o seu atleta receber um amarelo e, em seguida, um vermelho direto são -7.00, ok?! -2.00 pelo amarelo e -5.00 pelo vermelho.

    Meu jogador recebeu cartão no banco de reservas. Isso quer dizer que…?

    Que você perde pontos… É duro, mas é verdade. Ele não precisa entrar ou estar em campo para você perder 2.00 (cartão amarelo) ou 5.00 (cartão vermelho) pontos no game.

    Meu jogador de defesa ficou no banco; ele pode receber o saldo de gols?

    Não! O SG é restrito para goleiros, laterais e zagueiros que entrem em campo e não sofram gols na rodada. Fechou?!

    Meu jogador foi substituído antes da equipe sofrer um gol; ele perde o SG?

    Perde sim, cartoleiro! O saldo de gol só é validado no final da partida. A partir do momento que um time for vazado, todos os seus respectivos jogadores de defesa (goleiro, laterais e zagueiros) não têm mais direito aos 5.00 pontos de bônus – inclusive aqueles que forem substituídos quando a equipe ainda não havia sofrido gols.

    Escalei um meia, mas ele atuou pela lateral. Ganho o SG?

    Não ganha, fera! E com um atacante improvisado também não… O que conta para o Cartola é SEMPRE a posição que ele está cadastrado no game. Mas antes de ficar chateado por isso, lembre-se que um zagueiro ou lateral que for improvisado no meio e/ou no ataque, pode receber os 5.00 pontos de saldo.

    Como funciona a pontuação dos treinadores?

    Com os professores, o esquema é diferente. A pontuação deles é o somatório dos pontos dos jogadores do time que eles comandam, dividido por 11. Por exemplo, imagine que você escalou o treinador da Chapecoense e, durante a partida, ele fez duas substituições. A pontuação dele será o somatório dos 13 atletas da Chape que atuaram na rodada em questão, dividido por 11. A divisão é sempre por 11, parça – mesmo que, ao todo, 12, 13 ou 14 jogadores entrem na partida.

    Vale destacar que: se em alguma rodada, um jogador receber cartão no banco de reservas, ele também afetará a pontuação do treinador – mesmo que ele não entre em campo. Os pontos perdidos serão contabilizados no somatório total e, em seguida, será feita a divisão por 11.

    Meu treinador foi expulso. Perco 5.00 também?

    Não perde nada! Como a pontuação do treinador é em cima dos pontos dos jogadores, não faz diferença – para o Cartola – se ele for expulso ou não. O que conta continua sendo o somatório das pontuações dos atletas, dividido por 11.

    Por falar nisso, se um treinador for expulso em uma rodada e substituído pelo interino na seguinte, não há interferência no game. No Cartola, o técnico principal é quem continuará disponível.

    Meu jogador de linha foi improvisado no gol no meio de uma partida; ele pode receber pontos por defesas difíceis?

    Não só por DDs, como por defesa de pênalti, viu?! Ele só não tem direito ao saldo de gol, como os goleiros têm – a não ser, é claro, que ele seja um zagueiro ou lateral.

    O jogo foi adiado… e agora?!

    Depende do caso, cartoleiro! Mas vamos lá. Quando a data de uma partida é alterada antes do apito inicial, ela simplesmente deixa de valer para o Cartola.

    Mas se o jogo for adiado depois de já iniciado – por falta de luz, campo alagado, etc -, o cenário muda. Caso a CBF consiga remanejar a partida em um curto espaço de tempo, como previsto no regulamento, a ideia é que a partida seja mantida para o Cartola. Neste caso, serão contabilizados os pontos dos jogadores conquistados nos 90 minutos, mesmo que cada tempo seja disputado em um dia.

    E se a partida for interrompida no meio?

    Se isso rolar, nós vamos contabilizar os pontos conquistados durante o jogo até o momento da interrupção. Vamos dizer que em uma partida haja um número X de expulsões e, por conta do número insuficente de jogadores, a partida seja finalizada antes do tempo. Mesmo que uma das equipes seja punida com um 3 a 0 no placar, o que valerá para o Cartola será o que rolou, de fato, em campo. Ou seja, vamos manter o placar do jogo, os gols, assistências, faltas… tudo!

    Deram o gol para um jogador e depois trocaram. Pode isso, Arnaldo?

    Pode! Principalmente em caso de gol contra, parça! Sempre esperamos a súmula para confirmar os gols e cartões da partida, beleza?

    Esqueci de escalar meu time. Fico fora da rodada?

    Não, não! Também não é para tanto, mas a sua última escalação é que vai contar. Se você, por exemplo, não montar seu esquadrão na rodada #10, sua escalação da rodada #9 é que vai estar na disputa.

    Antes de entrar no gol, a bola tocou na trave. Recebo pontos pela FT também?

    Aí não, né?! Neste caso, só conta o gol, galera! São 8,00 pontinhos na caixa. Não dá nem para reclamar, vai…

    Meu jogador fez falta por toque de mão. Ele perde pontos?

    Claro! É contabilizada uma falta cometida (FC), como qualquer outra. A única diferença é que, neste caso, ninguém recebe pontos por falta sofrida (FS).

    O post Cartão no banco, 2º amarelo, jogo adiado… Tutorial esclarece dúvidas gerais no Cartola apareceu primeiro em Futebol Stats.

    Acesse o Futebol Stats aqui

    follow us in feedly  

    Deixe uma resposta

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.