Celulares superam computadores no acesso à internet

0
246

Pela primeira vez, o acesso à internet  por meio do telefone celular ultrapassou os computadores no País. De 2013 para 2014, entre os domicílios que acessaram a internet (inclusive os que utilizaram mais de uma forma de acesso), o percentual do uso do computador recuou de 88,4% para 76,6%, enquanto a proporção dos que acessavam a internet por celular saltou de 53,6% para 80,4%.

Os dados são do suplemento de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2014, realizado em convênio com o Ministério das Comunicações.

Em 2004, o acesso à internet por computador estava em 6,3 milhões dos domicílios brasileiros e passou para 28,2 milhões, em 2014. Esses números equivaliam a 12,2% das casas, em 2004, e a 42,1%, em 2014.

A partir de 2013, a PNAD TIC passou a investigar também o acesso à internet por equipamentos diferentes do computador, como telefone móvel celular, tablet, televisão e outros. Considerando-se todas essas formas de acesso, 48,0% dos domicílios tinham acesso à internet em 2013 e 54,9% em 2014 (ou 36,8 milhões).

No ano passado, cerca de 16,5% (11,1 milhões) dos domicílios do País tinham tablet, aumento de 5,7% em relação a 2013, quando a presença desse equipamento foi apurada pela primeira vez. Aliás, em relação a 2013, os acessos domiciliares à internet por tablet cresceram 50,4%.

Tipo de conexão

Dos 36,8 milhões de casas com acesso à internet, 0,8% possuíam só a conexão discada e 99,2%, conexão em banda larga em 2014. A conexão em banda larga fixa cresceu 9,9% em relação a 2013. Já a presença da banda larga móvel (celular) pulou de 43,5% para 62,8% dos domicílios com Internet.

Perfil do usuário

De 2013 para 2014, a proporção de pessoas com dez anos ou mais de idade que acessaram a Internet por equipamentos eletrônicos diferentes do microcomputador saltou de 4,2% para 10,5%.

O percentual da população com dez anos ou mais de idade que tinha telefone celular para uso pessoal chegou a 77,9% em 2014 (136,6 milhões de pessoas). Em relação a 2005, esse contingente cresceu 142,8%.

Em 2014, pela primeira vez, mais da metade (52,5%) da população rural com dez anos ou mais de idade tinha celular. Nas áreas urbanas, esse percentual chegou a 82,3%.

Confira a publlicação completa dessa pesquisa clicando aqui.

PNAD TIC 2014

A PNAD TIC 2014 tem informações referentes a 2005, 2008, 2011, 2013 e 2014, até o nível geográfico das unidades da federação. Nos domicílios, foram analisados o acesso às TVs digital aberta, por assinatura e por antena parabólica; a existência e quantidade de aparelhos de TV de tubo e de tela fina; a existência de tablet; o acesso à Internet e os tipos de aparelhos eletrônicos utilizados (microcomputador, telefone celular, tablet, TV e outros) e, ainda, se esse acesso foi discado, em banda larga fixa ou em banda larga móvel

Também foi apurada a utilização da Internet e a posse de telefone móvel celular para uso pessoal da população de dez anos ou mais de idade, segundo a idade, o sexo, a escolaridade, as formas de inserção no mercado de trabalho e o rendimento mensal domiciliar per capita.

Fonte: Brasil.gov

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.