Com homologação suspensa, Lumia 950 XL tem venda proibida no Brasil

0
195

Anatel suspendeu a homologação do Lumia 950 XL no Brasil na última quinta-feira (22), e, teoricamente, o dispositivo que nunca foi lançado oficialmente no mercado nacional não poderia mais ser vendido por aqui. Contudo, parece que a Americanas, a Shoptime e a PagDepois não estão nem aí para isso e resolveram colocá-lo à venda.

Não há informações oficiais por parte da Microsoft, mas parece que a homologação do 950 XL venceu, uma vez que as fabricantes de eletrônicos como smartphones e outros aparelhos da “Categoria 1” da Anatel precisam requerer a renovação de suas homologações anualmente.
Como isso não teria acontecido por parte da Microsoft, a agência simplesmente suspendeu o certificado do aparelho em questão.
Se a Microsoft não enviar a documentação necessária em até 180 dias, a suspenção se tornará cancelamento, e o aparelho teria que passar por um novo processo de homologação caso ainda fosse vendido. Algo que a Microsoft não deve estar disposta a fazer, já que o smartphone foi lançado globalmente há cerca de um ano e, mesmo com aprovação da Anatel, nunca chegou ao nosso mercado oficialmente.

Intermediárias

Vale destacar que a Americanas e a ShopTime estão agindo apenas como intermediárias para a PagDepois vender o Lumia 950 XL através delas. Portanto, é possível que apenas essa loja tenha estoque do dispositivo para vender.
Não sabemos também que tipo de penalização a varejista e a Microsoft Brasil podem sofrer por venderem ilegalmente um produto no mercado nacional.
Na ShopTime e na Americanas, o smartphone em questão custa R$ 2.657, enquanto na própria PagDepois ele sai por R$ 2.390,97 no pagamento em uma vez.
Se você é fã do Windows Mobile e esteve esperando até agora o lançamento do dispositivo, temos que avisá-lo que pode ser uma má ideia comprar o aparelho. Ele já tem um ano de lançamento e pode acabar não tendo suporte no Brasil, já que a Microsoft não lançou mais modelos no mercado nos últimos meses.
Fala-se também sobre o fato de a empresa estar estudando demitir 1.850 funcionários da sua divisão de hardware, sendo a imensa maioria do setor mobile. Com isso, a fabricante poderia descontinuar a divisão Lumia e talvez até abandonar o Windows 10 Mobile.
Fonte: Tecmundo
follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.