Representantes de empresa de telefonia móvel reuniram-se na última semana para criar o Projeto 5G Brasil. A iniciativa busca fomentar o desenvolvimento de um ecossistema tecnológico adequado a implantação das redes de quinta geração no Brasil, segundo informa a Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil).

Além de empresas do setor, o grupo tem representantes do governo e da Anatel (Agência Brasileira de Telecomunicações). O secretário de Política de Informática do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Maximiliano Martinhão, disse o seguinte durante o evento:

Agora, estamos tendo a oportunidade de o setor trabalhar junto com a academia, com os fabricantes. Temos um trabalho de antecipação à entrada do 5G no Brasil. O 5G impulsiona a Internet das Coisas, vai impulsionar a tecnologia dos smartphones, a conectividade dos automóveis. Enfim, vai surgir um monte de coisas bacanas.

Enquanto os países considerados desenvolvidos já estão anunciando datas para o teste de rede 5G, a Anatel recentemente disse que a expectativa é que a frequência seja liberada a partir de 2020 por aqui. Atualmente, estima-se que o Brasil tenha 196 milhões de acessos em banda larga móvel, sendo 60 milhões de 4G.

Veja Também!  Ficha Técnica | Cemitério Maldito (2019)

A Samsung, em parceria com a Arqiva, acaba de anunciar que testará o 5G em algum momento do segundo semestre de 2017 na capital britânica, Londres. Num primeiro momento, a Arqiva, que é uma empresa de infraestrutura para o setor de telecomunicação, deve oferecer internet ultraveloz de 28GHz.

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.