Normalmente, existem dois fatores que devem ser levados em conta antes de comprar um novo iPhone: o primeiro é que obviamente o próximo modelo será sempre melhor do que o atual; e o segundo é que a Apple costuma lançar a nova versão do smartphone em setembro, e os preços dos iPhones que já estão no mercado sempre acabam caindo.

Porém, este ano, a quantidade de razões para esperar na hora de trocar de iPhone cresceu. Apesar de o iPhone 6s ser considerado um aparelho de boa qualidade, ele não conseguiu resolver uma das maiores reclamações dos usuários: a curta vida útil da bateria. Enquanto isso, a arquirrival Samsung lançou o Galaxy S7, que além de maior duração da bateria, tem uma câmera melhor e é à prova d’água.

O próximo iPhone, por outro lado, pode ser a chave para a Apple recuperar parte do fôlego perdido nos últimos anos – vale lembrar que pela primeira vez o número de vendas trimestrais do aparelho caiu este ano. Rumores indicam que a nova versão do telefone deve ser mais fina, à prova d’água e ter melhorias substanciais na câmera.

Outro motivo para esperar é o tempo que ficará com o dispositivo. Estudos mostram que os donos de iPhones estão passando mais tempo com o celular antes de trocar por um novo. A quantidade de usuários nos Estados Unidos que passam mais de três anos com um iPhone antigo subiu de 5% para 12%, de acordo com a Consumer Intelligence Research Partners. Logo, se o aparelho possui características que desagradam, três anos pode ser muito tempo.

O ciclo de atualização do iPhone também deve mudar. Atualmente, todos os anos a Apple revela um novo aparelho, sendo um projeto totalmente novo em um ano e sua versão melhorada, ou “S”, no ano seguinte. A previsão é de que a empresa mude esse calendário e reduza as atualizações – dessa forma a Apple consegue se concentrar em pontos específicos, como a bateria ou câmera.

Por falar em câmera, a câmera do iPhone também não é a melhor do mercado – por enquanto. A expectativa é de que a câmera melhore na próxima versão, pois a Apple adquiriu duas empresas especializadas em imagens tridimensionais nos últimos meses e o sistema operacional iOS 10 irá contar com uma melhor organização de fotos – o que mostra um maior investimento por parte da companhia.

A Apple também planeja acabar com a opções de 16GB de armazenamento, oferecendo versões a partir de 32GB. Há quem sustente a tese de que a empresa só mantém o aparelho de 16GB para influenciar o consumidor a pagar US$ 100 a mais pelo modelo de 64GB.

Por fim, o último motivo para esperar pelos próximos lançamentos da Apple é que, em 2017, o iPhone completa 10 anos e a empresa está programando uma revisão de design. Ou seja, com tantas novidades sendo prometidas para o próximo iPhone e outros smartphones melhores disponíveis no mercado, o iPhone 6s pode não ser a compra mais vantajosa no momento.

Fonte: Olhar Digital

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.