Estados Unidos derrubam operação fraudulenta que usa criptomoeda

0
14

Mais de uma vez falamos no Tecnoblog de golpes envolvendo criptomoedas no Brasil (como o caso da Kriptacoin), mas nem de longe esse é um problema exclusivamente nosso: recentemente, a Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) decidiu congelar fundos da PlexCorps por suspeita de fraude. A empresa é responsável por uma suposta moeda digital chamada PlexCoin.

Plex

De acordo com a investigação (PDF), a PlexCorps arrecadou mais de US$ 15 milhões em agosto ao realizar uma ICO de PlexCoin que prometia aos investidores rendimento de 1.354% em até 29 dias. Explicando rapidamente, ICO é a sigla em inglês para “oferta inicial de moeda” e consiste, basicamente, em vender tokens de criptomoedas (Ethereum, frequentemente). O investidor pode então revender essas moedas ou esperar a empresa recomprá-las.

Mas, para a SEC, a operação tem indícios fortes de ser uma gigantesca fraude, ou seja, aparentemente não há criptomoeda nenhuma, suspeita que levou à abertura de uma denúncia criminal contra a PlexCorps.

Dominic Lacroix, proprietário da PlexCorps junto com Sabrina Paradis-Royer, chegou a receber mais de US$ 380 mil em pagamentos via PayPal, mas o serviço detectou atividades suspeitas e devolveu a maior parte do dinheiro. Estima-se, porém, que Lacroix recebeu quase US$ 3 milhões a partir de serviços como Stripe e Shopify. O restante dos pagamentos foi feito com moedas como Ethereum e Litecoin.

Plexcoin

Além de congelar fundos atribuídos à PlexCorps para tentar reverter pelo menos parte dos prejuízos dos investidores, a SEC acusou formalmente Dominic Lacroix e Sabrina Paradis-Royer de fraude. Não está claro, porém, se o governo dos Estados Unidos pedirá extradição: ambos vivem no Canadá, onde também enfrentam problemas com a lei.

É provável que outros esquemas do tipo sejam desmantelados em breve. A investigação sobre as operações da PlexCorps é a apenas a primeira realizada pela Cyber Unit da SEC, divisão criada em setembro para lidar principalmente com fraudes envolvendo criptomoedas.

Em nota divulgada no Facebook, a PlexCorps afirma que coopera com as investigações e dá a entender que está sendo retratada como golpista e fraudadora pela mídia de maneira injusta.

Com informações: Fortune, TechCrunch

Estados Unidos derrubam operação fraudulenta que usa criptomoeda

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.