Você achava que o embate entre a Apple e o FBI tinha chegado ao fim depois do caso de San Bernardino? Parece que ele foi apenas o começo. Depois que a agência do governo revelou que não precisava mais da ajuda da Apple para acessar iPhones criptografados, ela ajudou no destravamento de outro celular no Arkansas.

 Porém, na sexta-feira (8), o FBI informou à um juiz federal em Nova York que era necessário compelir a Apple a destravar um celular apreendido num caso de tráfico de drogas no Brooklyn. O caso novaiorquino tem uma aparência similar ao que aconteceu em San Bernardino. Assim como o caso do terrorista, a corte ficou do lado da Apple e julgou que o FBI exagerou ao tentar forçar a colaboração da Apple para destravar o iPhone de um traficante de Nova York.

Veja Também!  Game of Thrones | O que Brienne escreveu sobre Jaime?

 Segundo as afirmações do diretor do FBI, James Comey, a ferramenta de hacking da agência funciona apenas no iPhone 5c e modelos anteriores do celular, por isso o FBI precisaria da ajuda da Maçã para acessar os dados do iPhone 5s com o iOS 7 instalado. Para especialistas, não é claro se o FBI realmente precisa da ajuda da Apple, uma vez que o iOS 7 não tem a “trava de segurança” que foi o grande entrave do FBI para acessar o iPhone de San Bernardino.

 O que se sabe no momento é que existem pelo menos uma dúzia de outros casos em que a Apple é chamada para ajudar a destravar iPhones. A caminhada será longa.

Veja Também!  Ficha Técnica | Tolkien (2019)

Fonte: Canal Tech

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.