Segundo o CEO da Netflix, Reed Hastings, a plataforma de streaming agora quer disponibilizar filmes em sua grade de programação no mesmo instante em que eles estiverem em exibição nos cinemas.
Nos EUA, o processo já está em andamento. Homem-Aranha: De Volta ao Lar, por exemplo, já está disponível no catálogo. IT: A Coisa também já tem previsão para ser disponibilizado. No Brasil, esse processo pode demorar um pouco mais ainda.
Indo na contramão da premissa de que o fluxo de público nas salas de cinemas reduziria drasticamente, Hastings fez uma comparação para validar seu argumento. Ele diz que essa metodologia seria semelhante a sair para almoçar ou jantar fora quando possível ou optar por fazer as refeições em casa. Em outra palavras, uma alternativa não anularia o valor da outra.
Outro argumento utilizado seria também o hiato de cerca de três meses entre o lançamento da produção nos cinemas e nos formatos DVD e Blu-ray. Considerando o ritmo frenético de acesso dos usuários à conteúdos piratas, a tendência seria reduzir o período de espera atual o máximo possível.

Veja Também!  Nova série da Netflix "Dirty John" estreou na última nesta semana!

Este mesmo apontamento já tem sido analisado pela indústria cinematográfica, que tem acompanhado a queda gradativa na comercialização de DVDs e Blu-rays, em virtude do grandioso sucesso das plataformas de streaming.
Além disso, a busca constante por filmes em sites piratas é outro fator que pesa negativamente na movimentação dos cinemas. Isso – naturalmente – fortalece ainda mais o objetivo da Netflix, que também não cogita a possibilidade de fazer o caminho inverso, criando uma rede de cinemas da empresa.

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.