Lançada na última sexta-feira, a série O mecanismo tem provocado polêmica. Inspirada na Operação Lava-Jato e dirigida pelo brasileiro José Padilha, a nova aposta da Netflix foi alvo de críticas da ex-presidente Dilma Rousseff.
Nesta segunda-feira, a obra ganhou mais um capítulo fora das telas. É que, para divulgar a produção, a Netflix construiu uma "loja da corrupção" no aeroporto de Brasília e no aeroporto de Congonhas.

Assista o vídeo:


A loja fictícia (os produtos não estão à venda) faz parte da campanha de divulgação de O Mecanismo, série de José Padilha, cujos episódios já estão disponíveis.
Entre os itens que podem ser encontrados na loja fictícia estão uma cueca doleira, o livro "Delação premiada para leigos" e capinhas decorativas para tornozeleiras eletrônicas. De acordo com a Inframérica — consórcio que administra o aeroporto — o stand publicitário foi instalado na área do desembarque doméstico do terminal.
Original Article

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.