Depois de quase dois meses de sucesso arrebatador, Pokémon Go começou a declinar em popularidade. Em qualquer métrica analisada o game passou a ter menos audiência do público, sugerindo que a moda está passando.

Em julho, o aplicativo chegou 45 milhões de usuários diários, o que é uma marca invejável. Desde o início de agosto, o número foi diminuindo e chegou a 30 milhões de usuários rodando o jogo todos os dias. A marca ainda é alta, e muitos aplicativos fariam de tudo para ter números assim, mas ainda é uma redução brusca.

Além disso, os dados obtidos por ferramentas de medição como o
Apptopia, SurveyMonkey e Sensor Tower também indicam uma queda em número
de downloads, em engajamento e na quantidade de tempo que os usuários
passam jogando.

A Bloomberg nota que a queda de Pokémon Go é uma boa notícia para os
aplicativos que tradicionalmente monopolizavam o tempo dos usuários de
smartphones, como Facebook, Twitter e Snapchat. Pokémon Go estava
roubando a tela dos celulares de aplicativos gigantescos.

Isso não quer dizer que o jogo vai deixar de existir, no entanto. Com
uma base de jogadores tão grande e um crescimento tão meteórico, é
natural que vários dos que se levaram pelo burburinho percam o
interesse. Contudo, uma base mais leal deve se manter jogando por um bom
tempo ainda.

O game ainda está em processo de evolução. A Niantic acabou de lançar
uma nova atualização que permite aferir os talentos naturais dos
Pokémons em relação a ataque e defesa (os famigerados IVs) para que os
jogadores tenham melhor noção de quais criaturas serão mais eficientes
em combate.

Além disso, a empresa também já anunciou vários e prometeu vários
recursos que devem chegar em breve com o intuito de manter a longevidade
do jogo.

Fonte: Olhar Digital

follow us in feedly