Relógio de saúde Philips Health Watch ganha data de lançamento oficial

0
130

Revelado durante a IFA 2015, o conjunto de produtos da Philips voltados
para o setor de saúde finalmente ganharam uma data de lançamento.
Enquanto equipamentos como uma balança, um monitor de pressão sanguínea e
um termômetro já estão disponíveis para compra diretamente a partir da
fabricante, o Health Watch só poderá ser adquirido a partir de setembro,
por nada menos do que 250 euros – cerca de R$ 1.010, em conversão
direta.

O gadget virá com uma tela de e-ink – a mesma tecnologia do display de leitores como o Kindle Paperwhite –,
que permitirá que sua bateria dure até quatro dias. Além disso, o
aparelho será à prova-d’água e virá com um design minimalista e leve. O
visor circular pode ser desbloqueado com três toques seguidos para
permitir a exploração dos recursos do dispositivo. Já para voltar à face
do relógio, basta encostar no símbolo no topo do vidro.

Todos os
equipamentos de saúde da empresa, incluindo o Health Watch, poderão ser
conectados ao aplicativo Philips HealthSuite. Dessa forma, é possível
rastrear a quantidade de passos dados, as calorias queimadas e a
qualidade do sono de forma similar à de qualquer smartband, mas inclui o
monitoramento óptico contínuo de batimentos cardíacos por meio da
tecnologia própria da fabricante.

Não é uma fitness band

Como a ideia do aparelho não é
substituir relógios feitos para esportistas, mas sim servir como um
dispositivo de acompanhamento de saúde, ele não conta com GPS. O relógio
pode até receber notificações no futuro, mas isso não estará disponível
no lançamento. Por outro lado, será possível inserir a quantidade de
calorias consumidas nas suas refeições ao longo do dia.

O motivo
para a demora no lançamento é o fato da Philips estar esperando que o
Health Watch receba certificação médica. A empresa espera que isso não
somente permita que ela faça a diferença no setor de saúde, mas também
possibilite que as informações coletadas sejam aproveitadas por
profissionais da medicina e hospitais, tornando-se mais úteis e
compreensíveis para os usuários.

Fonte: Tecmundo

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.