Resenha | O Preço do Amanhã

0
1818

Resenha | O Preço do Amanhã

Em um mundo onde, literalmente, tempo é dinheiro, Will (Justin Timberlake) é um simples trabalhador de um bairro pobre, que tem por lema de vida viver um dia após o outro. Nesse bairro, todos os moradores trabalham para ganhar tempo, sem o qual não conseguem viver. Assim como ganham, também gastam tempo para comprar e fazer qualquer coisa que possam pensar. Nesse contexto, frases como “tempo é dinheiro”, “perda de tempo” ou “não tenho tempo para isso” são comuns e fazem total sentido.Resenha | O Preço do Amanhã

O ponto de virada do longa se dá quando Will recebe uma doação inesperada de um século. A partir daí, nosso protagonista decide viajar para a região dos ricos, afim de acabar com a desigualdade que ali imperava.No lugar onde todos tem “tempo de sobra”, Will conhece Sylvia (Amanda Seyfried), filha do homem mais rico, dono de empresas e casas de créditos.

Resenha | O Preço do Amanhã

Escrito e dirigido por Andrew Niccol (O Senhor das Armas), O Preço do Amanhã apresenta algumas falhas quanto a montagem final das cenas e a continuidade da tama, mas podem ser facilmente ignoradas aos olhos de um espectador.

Ainda sim, o longa é, com certeza, um bom entretenimento. Conta com cenas de ação como perseguições (de carro ou a pé), tiros, lutas, romance e um desfecho aberto, onde é possível imaginar vários caminhos para a continuação da história.

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.