A Samsung decidiu suspender a produção do Galaxy Note 7. A empresa emitiu um comunicado explicando que vai “ajustar temporariamente a produção” do aparelho para tomar as devidas medidas de segurança.

A decisão foi tomada no final de semana, depois que novos casos de explosões ou pequenos incêndios envolvendo novas unidades do Galaxy Note 7, supostamente seguras, começaram a vir a público. O detalhe é que essas novas unidades fazem parte do lote de aparelhos que a Samsung começou a distribuir depois de, supostamente, ter corrigido o problema que causava o superaquecimento das baterias.

Dois episódios

A interrupção na produção foi decidida depois que as operadoras de telefonia norte-americanas e australianas decidiram suspender os programas de troca dos antigos Note 7 pelos novos. Dois episódios foram decisivos para o movimento. Na quarta-feira passada, dia 5, um usuário viu seu Galaxy Note 7 começar a soltar fumaça; o usuário estava a bordo de um avião da Southwest Airlines que se preparava para decolar. O voo acabou cancelado. Também na semana passda, um outro usuário nos Estados Unidos reportou que seu aparelho pegou fogo, mesmo sem estar conectado à tomada.

Veja Também!  Assista Náutico x Santa Cruz com imagem

Outros aparelhos

A T-Mobile (uma das principais operadoras de telefonia móvel dos Estados Unidos) anunciou a suspensão das vendas do Galaxy Note 7 e passou a oferecer a troca dos atuais aparelhos por qualquer outro modelo, de qualquer outra marca. A AT&T, a segunda maior operadora, suspendeu as vendas e também o programa de trocas.

A suspensão da produção dos aparelhos é mais um (e talvez o mais contundente) capítulo de uma novela que já levou a Samsung a fazer o recall de aproximadamente 2,5 milhões de unidades do Galaxy Note 7.

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.