Smartphone mais barato do mundo começa a ser entregue nesta semana

0
128

 
A Ringing Bells tem se mantido quieta após ter causado furor, no começo do ano, com o anúncio do que seria o smartphone mais barato do mundo. Agora a companhia indiana voltou a falar publicamente, e fez isso para informar que finalmente começará a entregar os aparelhos.

Trata-se do “Freedom 251”, cujo nome faz referência ao preço de 251 rúpias (cerca de R$ 12,50). Em entrevista ao Indian Express, o fundador e CEO da Ringing Bells, Mohit Goel, afirmou que as entregas começarão em 30 de junho: “Estamos prontos com quase 200 mil [unidades do] ‘Freedom 251’.”

Quando anunciou o aparelho, em fevereiro, a companhia prometia entregar 2,5 milhões de unidades até 30 de junho, porém, o site da Ringing Bells recebeu mais de 70 milhões de acessos e seu sistema de pagamentos parou de funcionar em apenas três dias.

Há muita desconfiança na indústria em relação ao Freedom 251, porque especialistas dizem que é impossível fabricar um smartphone tão barato. Mesmo que se trate de um modelo modesto, levando em conta que ele tem conexão 3G, processador de 1.3 GHz, 1 GB de RAM e 8 GB para armazenamento (chega a 32 GB com cartão), além de câmeras traseira de 8 MP e frontal de 3,2 MP, e bateria de 1.800 mAh.

Disponível nas cores branco e preto, o Freedom 251 virá com Android 5.1 (Lollipop). E o próprio Goel admite que o aparelho dará prejuízo. Para ser mais exato, ao cobrar 251 rúpias por unidade, sua empresa terá de tirar 140 rúpias dos bolsos para cobrir os custos.

A ideia da Ringing Bells é ganhar dinheiro com volume de vendas, e a companhia parece acreditar que a aposta dará resultado, pois planeja lançar uma TV seguindo o mesmo esquema. O aparelho, com tela LED de alta resolução em 32 polegadas, custará menos de 10 mil rúpias (R$ 496) – no país não se compra uma dessas por menos de 13 mil rúpias (R$ 645).

Fonte: Olhar Digital

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.