Veja como você pode ver se está entre os 30 milhões de usuários com perfis invadidos do Facebook

0
13

O ataque hacker que invadiu várias contas do Facebook há duas semanas expôs dados de contas de 30 milhões de usuários, informou a rede social na sexta-feira. Alguns desses dados, incluindo números de telefone, endereços de e-mail, datas de nascimento, pesquisas, check-ins de local e os tipos de dispositivos usados ​​para acessar o site, vinham de contas particulares ou deveriam ser restritos apenas a amigos.

Quando o Facebook divulgou a última violação há duas semanas, o CEO Mark Zuckerberg disse que não sabia se isso permitia que invasores roubassem os dados privados dos usuários. A atualização de sexta-feira deixou claro que sim, embora as 30 milhões de pessoas afetadas tenham sido inferiores aos 50 milhões estimados anteriormente.

Para checar se você está na lista, basta clicar neste link para ver quais dados, se houver algum. Infelizmente esta página está em inglês, mas vale a consulta.

Em uma teleconferência com repórteres, o vice-presidente de gerenciamento de produtos Guy Rosen disse que, a pedido do FBI, que está investigando a invasão, o Facebook não está fornecendo nenhuma informação sobre quem são os invasores ou suas motivações ou intenções. Isso significa que, por enquanto, os usuários afetados devem ficar mais atentos ao ler e-mails, receber chamadas e receber outros tipos de comunicação.

A capacidade de conhecer as pesquisas, check-ins de locais, números de telefone, endereços de e-mail e outros detalhes pessoais de tantas pessoas permite que os invasores enviem e-mails, textos e chamadas de voz altamente personalizados que tentam enganar as pessoas.

Rosen se recusou a dizer como os agressores não foram detectados por quase duas semanas ao acessar 30 milhões de contas. Geralmente, sites grandes têm medidas para sinalizar quando uma única pessoa ou um grupo de pessoas com endereços IP comuns ou relacionados estão fazendo login em um número suspeito de contas. É possível que os invasores usem VPNs ou uma botnet de computadores infectados para disfarçar sua atividade.

Ele disse ainda que as 30 milhões de contas afetadas foram amplamente distribuídas em todo o mundo, mas ele se recusou a dar mais detalhes. Embora ele tenha se recusado a dizer o que os funcionários do Facebook sabem sobre os invasores ou suas motivações para roubar os dados, ele disse que o Facebook não tem motivos para acreditar que o hacker tenha alguma conexão com as eleições de meio de ano marcadas para o próximo mês nos Estados Unidos.

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.