Segurança: Como se manter online e anônimo

0
61

Este guia ajudará você a aprender maneiras de ganhar anonimato para a maioria de suas comunicações e atividades baseadas na Web. Mas antes de começarmos, não é preciso dizer que, se você está tentando se manter anônimo, não deve usar seu nome verdadeiro ao criar uma conta online. Esse é o primeiro passo para levar para suas contas de mídia social.

Feito isso, aqui estão os quatro níveis de anonimato que recomendamos:

NÍVEL 1: Navegue no modo Privado sempre que possível

Navegar em modo privado é a coisa mais simples que você pode fazer para tornar seu uso geral da internet um pouco mais anônimo.

Veja como funciona: você deixa cookies toda vez que visita um site. Esses cookies são armazenados em seu computador e contêm uma quantidade modesta de dados com base nos sites que você visitou, permitindo que outras páginas da Web forneçam uma experiência sob medida para você.

Pode ser o Facebook mostrando um anúncio para o novo MacBook que você pesquisou no Google, ou o YouTube, vendo que você está procurando vídeos sobre o novo celular Samsung Galaxy Note 9. Esses cookies podem ser usados ​​para criar uma impressão digital exclusiva com base nos dados coletados.

Basta navegar no modo privado para evitar tudo isso. Todos os navegadores modernos têm um recurso de navegação particular, inclusive no celular.

NÍVEL 2: Evite o Google (ou Bing ou Yahoo)

Google, Bing e Yahoo podem ser os três mecanismos de busca mais populares, mas o trio também coleta a maior parte dos dados sobre você para veicular anúncios relevantes e personalizar serviços. Especialmente quando conectados à sua conta, esses mecanismos de pesquisa podem coletar seu nome, endereço de e-mail, data de nascimento, sexo e número de telefone. Além disso, o Google e o Bing também podem coletar dados importantes, como localização do dispositivo, informações do dispositivo, endereço IP e dados do cookie.

Para evitar ser rastreado ao pesquisar na Web, recomendamos que você  use um serviço como o DuckDuckGo. Este é um mecanismo de pesquisa independente que não fornece resultados de pesquisa personalizados. Todos que pesquisarem verão os mesmos resultados e qualquer coisa que você pesquisar não será coletada nem armazenada. O mecanismo de pesquisa também afirma que não tem nada para vender aos anunciantes, o que significa que você nunca estará sujeito a anúncios segmentados vistos ao usar o Google e outros sites.

NÍVEL 3: Ocultar seu endereço IP

A próxima coisa importante que você pode fazer para permanecer anônimo é ocultar o endereço IP, que é a maneira mais fácil de rastrear a atividade on-line até você. Se alguém souber o seu endereço IP, ele poderá determinar facilmente a localização geográfica do servidor que hospeda esse endereço e ter uma ideia aproximada de onde você está. De um modo geral, existem três maneiras de ocultar seu endereço IP e ocultar sua localização.

Primeiramente, você pode usar um servidor proxy. Se você quer que toda sua atividade online seja anônima, a melhor maneira de fazê-lo é fingir ser outra pessoa. Isso é basicamente o que um servidor proxy faz: ele roteia sua conexão por meio de um servidor diferente para que seu endereço IP não seja tão fácil de rastrear. Você também pode usar uma rede privada virtual  (VPN).

Para a maioria das intenções e propósitos, uma VPN obscurece seu endereço IP tão bem quanto um proxy e em alguns casos até melhor. Uma VPN é uma rede privada que usa uma rede pública (geralmente a internet) para conectar sites remotos ou usuários.

Finalmente, você pode usar o TOR. Abreviação de The Onion Router, TOR é uma rede de túneis virtuais que permite que pessoas e grupos melhorem sua privacidade e segurança na Internet. Navegar com TOR é muito parecido com o uso simultâneo de centenas de proxies diferentes que são aleatoriamente modificados periodicamente.

NÍVEL 4: Use e-mail anônimo

O uso de proxies, VPNs e TOR obscurecerá o seu endereço IP dos olhos curiosos, mas enviar e-mails apresenta um desafio de anonimato diferente. Digamos que você queira enviar um e-mail para alguém, mas não quer que ele saiba seu endereço de e-mail. De um modo geral, existem duas maneiras de fazer isso.

O primeiro é usar um alias. Um alias é essencialmente um endereço de encaminhamento. Quando você envia e-mails por meio de um alias, o destinatário só verá seu endereço de encaminhamento e não seu e-mail real. Como todos os e-mails são encaminhados para sua caixa de entrada normal, esse método manterá seu endereço de e-mail real em segredo, mas ele não impedirá que você receba spam.

Em segundo lugar, você pode usar uma conta de e-mail descartável. Isso pode ser feito de duas maneiras: você pode simplesmente criar uma nova conta de e-mail com um nome falso e usá-la para as suas necessidades, ou usar um serviço de e-mail descartável. Esses serviços funcionam criando um endereço de encaminhamento temporário que é excluído após um certo período de tempo, por isso eles são ótimos para se inscrever em sites que você não confia e impedir que sua caixa de entrada seja inundada com spam.

Além disso, usar uma VPN e se comunicar por meio de um endereço de e-mail anônimo manterá sua identidade oculta, mas ainda deixa aberta a possibilidade de seus e-mails serem interceptados por meio de um intermediário. Para evitar isso, você pode criptografar seus e-mails antes de enviá-los usando HTTPS em seu cliente de e-mail baseado na Web, que adiciona criptografia SSL / TLS a todas as suas comunicações. Para webchats, você também pode considerar o uso de chat TOR ou Crytopchat, que são serviços de chat criptografados que são difíceis de serem interceptados.

Então, você tem isso, um simples guia de quatro níveis para se manter anônimo online. Alguns desses métodos podem ser mais extremos do que outros, mas todos o colocam no controle de sua privacidade e devem dar a você mais tranquilidade ao navegar na web.

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.