Depois de diversas polêmicas relacionadas a discursos de ódio, o Twitter anunciou nesta terça-feira (19) que vai começar a aplicar novas regras para combater abuso, violência e outras condutas consideradas impróprias na rede social.

No geral, punições contra esse tipo de atividade já existiam antes na plataforma. A diferença é que agora as punições são mais rígidas e valem para comportamentos que não eram explicitamente definidos.

Nas novas regras, o Twitter explicita que as contas que se afiliam a organizações ou grupos que têm como causa a promoção de violência contra civis ou se envolvem em atividades violentas serão punidas.

Além disso, tweets que “glorificam a violência ou os autores de um ato violento” serão removidos e, caso os usuários continuem propagando esse tipo de conteúdo, terão as contas suspensas permanentemente.

Veja Também!  AO VIVO Lyon x Barcelona Narração Online Esporte Interativo

Vale lembrar, essas regras valem para atividades dentro e fora da rede social. O Twitter esclareceu hoje algumas exceções, porém: entidades militares e governamentais estão a salvo e têm mais liberdade na hora de promover violência. Provavelmente, uma medida para não mexer com regimes totalitários e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Estão na mira não só contas que compartilham tweets violentos ou com discurso de ódio, mas também que contenham ameaças ou tratamentos sexistas e racistas recorrentes em suas fotos de perfil, capa, nome de exibição e biografia.

Para evitar a propagação de imagens ou vídeos que promovam discursos de ódio ou violência, o Twitter também vai sinalizar esse tipo de conteúdo como sensível, junto com as mídias de violência explícita e nudez. Caso elas apareçam na foto de perfil ou imagem de capa, a rede social pode pedir para que os usuários removam antes de aplicar alguma punição.

Veja Também!  Domingo Maior | TV Globo exibe ‘Operação Sombra – Jack Ryan’ (17/02)

Por fim, o Twitter disse que planeja desenvolver ferramentas para ajudar a identificar contas que violam as novas regras, para complementar a ação pela denúncia de usuários. Normalmente, um bot pode identificar algum conteúdo impróprio mais rapidamente, mas está mais sujeito a erros.

No mês passado, o Twitter chegou a suspender todas as verificações de conta depois que Jason Kessler, o organizador do evento neonazista de Charlotesville, ganhou o selo azul. Depois de anunciar novas regras, válidas para dentro e fora da rede social, o Twitter removeu a verificação de Kessler.

Twitter começa a aplicar regras mais rígidas contra discursos de ódio

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.