Não se trata de uma guerra sem quartel, mas tudo vale para não se perder o foco do que é essencial. O patrão da Tesla estabeleceu objectivos de crescimento que prometem converter a fabricante de automóveis eléctricos numa das companhias mais valiosas do Mundo em “apenas” uma década. Elon Musk lidera essa mesma estratégia e estabeleceu directrizes rigorosas: num ambicioso plano de remunerações, Musk propõe não receber vencimento, excepto se as acções da Tesla crescerem, vinculando ainda mais a sua riqueza pessoal com a remuneração dos accionistas.

Segundo o plano, revelado pela Bloomberg, a remuneração de Musk está estritamente ligada ao rendimento das acções e aos benefícios. Nem vencimento nem bonificações. O plano agora revelado prevê que a Tesla atinja um valor de mercado de 650 mil milhões de dólares (cerca de 530 mil milhões de euros) na próxima década. Refira-se que o plano a 10 anos está dividido em 12 fases, que estão associadas a objetivos específicos. Por exemplo, o previsto para o primeiro objetivo é obter uma capitalização de mercado da companhia de 100 mil milhões de dólares. A partir daí devem registar-se incrementos de 50 mil milhões para cada uma das restantes fases.

Veja Também!  Manchester United x PSG Narração Online Esporte Interativo

Veja também…

Deixe o seu comentário

follow us in feedly  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.